Polícia Federal deflagra operação para apurar desvio de recursos públicos no Vale do Araguaia

Polícia Federal deflagra operação para apurar desvio de recursos públicos no Vale do Araguaia

Ex-prefeito, servidores e empresários são alvos de operação que investiga desvio de recurso de obras

G1 MT

A Polícia Federal, o Ministério Público Federal (MPF) e a Controladoria-Geral da União (CGU) realizam na manhã desta quarta-feira (17) a 3ª Fase da Operação Tapiraguaia. A operação ocorre em Cuiabá, São Félix do Araguaia e Serra Nova Dourada, municípios de Mato Grosso.

A PF investiga uma associação criminosa voltada à prática de crimes de fraude licitatória, desvio de recursos públicos (peculato) e corrupção ativa/passiva.

São alvos da operação servidores, empresários e o ex-prefeito de Serra Nova Dourada, Edson Yukio Ogatha. O G1 tenta localizar a defesa dele e dos demais suspeitos.

Foram cumpridos 6 mandados de busca e apreensão, 3 sequestros de bens, 4 afastamentos de função pública e 1 proibição de contratar com o poder público.

As investigações conduzidas pela Delegacia da PF em Barra do Garças mostram que em 2014 o município de Serra Nova Dourada firmou convênio com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

A iniciativa, estimada em cerca de R$ 1,4 milhão, visava à construção de estradas e pontes que beneficiariam o Projeto de Assentamento Bordolândia.

Entretanto, até março de 2017 os serviços não haviam sido executados em sua integralidade pela empresa contratada e os que haviam sido realizados não atendiam às especificações do projeto básico.

D TARTAS