A estrada desenhada em um guardanapo que começa a ser pavimentada no Araguaia

A estrada desenhada em um guardanapo que começa a ser pavimentada no Araguaia

CANABRAVA DO NORTE – As obras para pavimentar os quase 69 km da MT-109, entre Canabrava do Norte e Espigão do Leste, estão em ritmo acelerado há quase 60 dias. A empresa Semec tem prazo de três anos para concluir a obra, mas a expectativa é que os trabalhos possam ser concluídos já em 2022, criando um importante corredor que será responsável por escoar a produção de grãos de mais de 750 mil hectares de lavouras da região Xingu Araguaia.

Na gestão do então governador Blairo Maggi, a MT-109 foi projetada de maneira informal através de um desenho em um guardanapo. Desde então ficou conhecida como a Estrada do Guardanapo, abrangendo 22 km da MT-412 no trecho entre a BR-158 e Canabrava do Norte; e 69 km da MT-109 entre Canabrava e Espigão no entroncamento com a MT-322. Porém, em mais de uma década desde aquele desenho, apenas os 22 km da MT-412 foram pavimentados.

O prefeito de Canabrava do Norte, João Cleiton Araújo de Medeiros, disse para ao O Pioneiro que a expectativa é que a pavimentação da MT-109 esteja concluída até o final de 2022. “A obra está em andamento com prazo de entrega em três anos, mas a expectativa é concluir em dois anos. A parte que cabe ao Município está avançando e já fizemos a limpeza e retirada das cercas até a região conhecida como Corgão”, disse João Cleiton.

A reportagem do OP esteve em Canabrava e registrou o andamento dos trabalhos, que se concentram no primeiro trecho após a cidade, na construção de bueiros e da base que vai receber o asfalto. O investimento da obra será de mais de R$ 42 milhões e faz parte do Programa Mais MT do Governo de Mato Grosso, tendo nesse trecho a parceria das prefeituras de Canabrava e de São Felix do Araguaia, do qual pertence o distrito de Espigão do Leste.

A Estrada do Guardanapo faz parte de um projeto maior, que engloba uma rota alternativa à BR-158, que enfrenta entraves ambientais para o asfaltamento do trecho que cruza a Terra Indígena Marãiwatsédé. Como solução, o Governo de Mato Grosso irá asfaltar as MTs 110 e 109 entre Canarana e Querência e a MT-109 entre Querência e Espigão do Leste, obras que se encontram na fase de produção de projetos. De Espigão a rota segue até Canabrava no trecho que está em obras e, depois até a BR-158 pela MT-412 já asfaltada.

Conforme dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de Mato Grosso (Sedec), os municípios de Querência, São José do Xingu, Santa Cruz do Xingu, Canabrava do Norte e o distrito de Espigão do Leste, plantaram na última safra mais de 750 mil hectares com lavouras, produção que será escoada por essa rota alternativa. “Essa pavimentação trará um impacto econômico e social muito grande para Canabrava e toda região. Aqui temos as terras mais férteis de toda região e o agronegócio este em plena expansão”, complementa o prefeito.


Pavimentação da estrada do Guardanapo trará novo desenvolvimento para a cidade de Canabrava do Norte; Foto – OP.

Para João Cleiton, a construção de obras estruturantes como a MT-109 estão sendo possíveis graças ao trabalho sério do governador Mauro Mendes e do seu vice Otaviano Pivetta. “O trabalho do governador e do vice-governador tem sido exemplar e correto. De mãos duras, é verdade, mas que recuperou a economia e, por isso, vemos obras estruturantes acontecendo em todas as regiões do Estado. E o nosso município é a prova viva do trabalho sério e competente que o governo tem feito”, finaliza.

admin