Jovem posta foto sendo vacinada e será investigada por “fura fila” em MT

Jovem posta foto sendo vacinada e será investigada por “fura fila” em MT

Vacinada não teria doença pré-existente, nem é profissional da saúde

Folha Max

Reprodução

O Ministério Público Estadual (MPE) irá apurar uma denúncia de fura-fila na vacinação contra a Covid-19 em Rondonópolis. Isso porque, segundo denúncia, uma jovem de 20 anos, sem doenças preexistentes e que não é profissional de saúde, postou nas redes sociais imagens sendo imunizada contra o novo coronavírus. 

De acordo com procedimento, o Ministério Público Federal (MPF) recebeu denúncia de que a jovem publicou em sua rede social que foi vacinada contra a Covid-19, sem que a mesma se enquadrasse em grupo prioritário de imunização. No documento, foi solicitado que o MPF realizasse as devidas diligências para averiguar “possíveis violações e irregularidades na fila de vacinação em Rondonópolis, bem como a origem dessa facilitação de vacinação irregular que viola o Plano Nacional de Imunização”.

“Contudo, esta falha/irregularidade, consistente na alteração da ordem dos beneficiados, no âmbito municipal e praticada por agentes municipais, não induz, por si só, à existência de malversação de recursos federais ou de violação de direito ou falha grave referente a serviço da União ou de suas autarquias e fundações”, diz trecho extraído do procedimento.

Diante disso, o Ministério Público Federal (MPF) afirmou que não é o responsável pelas investigações. Ele encaminhou o caso para o Ministério Público Estadual (MPE), que será responsável pela invstigação. “Carência de elementos de informação capazes de legitimar a atribuição do Ministério Público Federal para persecução penal. Homologação do declínio de atribuições ao Ministério Público Estadual”, diz trecho do despacho do MPF.

admin