PF fiscaliza conjunto habitacional Residencial Carvalho em Barra do Garças após ameaças de invasões.

PF fiscaliza conjunto habitacional Residencial Carvalho em Barra do Garças após ameaças de invasões.

Agentes federais estiveram no Residencial Carvalho observando se tem alguma movimentação no sentido de invadir o conjunto. E essa fiscalização deve acontecer agora constantemente

A Polícia Federal esteve na manhã de quinta-feira, dia 30/4, no conjunto Residencial Carvalho de Barra do Garças, no leste de Mato Grosso, verificando a situação da obra que inacabada, mas que existem uma denuncia de que um grupo estaria se mobilizando para invadir as 1.500 casas do conjunto.

As viaturas com agentes federais passaram logo cedo pelo canteiro de obras sinalizando que a PF está acompanhando a situação para justamente evitar alguma invasão.

Essa situação está sendo acompanhada também pelo Ministério Público Federal (MPF) de Barra do Garças que abriu inquérito para investigar um grupo que estaria incentivando essa possível invasão do empreendimento do governo federal realizado com recursos da Caixa Econômica Federal.

Há informações de que uma pessoa que foi convidada para participar da invasão (e que faz parte dos contemplados das casas) está recebendo ameaças porque teria alertado as autoridades sobre a possibilidade de invasão. Essa pessoa retornou na delegacia após as ameaças.

A obra das 1.500 casas parou por várias vezes nos últimos anos devido a dificuldades com empreiteiras que desistiram e outras que foram questionadas judicialmente e ainda por falta de fluxo de caixa, ou seja, dinheiro.

Com relação ao Residencial Carvalho, a prefeitura fez a seleção das famílias inscritas há (06) seis anos cujo cadastro foi aprovado pela Caixa e publicado em diário oficial. E por causa disso a prefeitura explica que as famílias contempladas não precisam invadir as casas. O Residencial Carvalho de Barra do Garças fica numa região que ligado o bairro Ouro Fino ao Nova Barra.

D TARTAS

D TARTAS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.