PL RETIRADO DE PAUTA

PL RETIRADO DE PAUTA

“Os cidadãos mato-grossenses são os verdadeiros vencedores desta guerra”, afirma Ulysses Moraes

Assessoria

O projeto previa aumento salarial para alta cúpula do Governo, mas após vídeo de deputado denunciando a situação e com apoio da população, o PL foi retirado de pauta

O deputado Ulysses Moraes com apoio dos cidadãos mato-grossenses conseguiu outra vitória na Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT). O projeto de lei 50/2020 que previa aumento salarial para diretores e coordenadores de autarquias do estado, além de 3 categorias de verbas indenizatórias para procuradores foi retirado de pauta.
“Os cidadãos mato-grossenses são os verdadeiros vencedores desta guerra de hoje, conseguimos retirar esse projeto de pauta com as vozes do povo”, disse Moraes.

Deputado Estadual Ulysses Moraes


A sessão extraordinária do sábado (09) deveria votar esse projeto que foi enviado pelo Executivo. Mas, após a denúncia feita pelo parlamentar nas redes sociais, a população também se indignou e cobrou um posicionamento da ALMT. “Você cidadão mato-grossense foi ouvido, você é o verdadeiro vitorioso, você foi quem lutou, correu atrás e fez com que o Governo se acovardasse e retirasse esse projeto”, destacou o deputado.
De acordo com Ulysses Moraes, esse projeto nem ao menos poderia ser votado, pois não tinha detalhes sobre o impacto orçamentário. “Isso desrespeitava várias regras, já estávamos aqui preparados para ajuizar”, afirmou Moraes.


Vale ainda destacar a situação de pandemia do Covid-19. Já são 4 milhões de casos do coronavírus no mundo e o número de mortes ultrapassa 275 mil. No Brasil, mais de 10 mil mortes já foram registradas. Nesse sentido, o deputado afirma que esse era um projeto insensível e que o governador de Mato Grosso não respeitou nem o momento de pandemia, onde os profissionais da saúde estão com salários atrasados, pessoas perdendo empregos e empresas fechando.
“Essa não é uma vitória de nenhum deputado, essa vitória é do mato-grossense que requereu, mandou mensagem e que cobrou os seus representantes. O líder do governo pode falar como bem entender, mas a pressão popular que foi ouvida”, finalizou Moraes.

D TARTAS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.